dolar-balao-think-finanças-dc (1)
CMMR ADVOGADOS ASSOCIADOS

CMMR ADVOGADOS ASSOCIADOS

Consumidores esperam inflação de 4,9%

Já a proporção dos consumidores projetando inflação acima do limite superior da meta (5,75%) para 2019 foi de 32,2%, de acordo com a FGV.

A mediana da inflação esperada pelos consumidores para os próximos 12 meses ficou em 4,9% em outubro, 0,2 ponto porcentual abaixo do resultado obtido em setembro (5,1%), segundo o Indicador de Expectativa de Inflação dos Consumidores, divulgado pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

O dado está em nível próximo do mínimo histórico de julho de 2007 (4,8%). Em relação ao mesmo mês do ano passado houve queda de 0,8 ponto porcentual.

“O resultado de outubro sinaliza que a percepção de inflação pelos consumidores continua convergindo para a meta oficial. Grande parte desse resultado pode ser devido à trajetória favorável dos preços e, principalmente, à ausência de choques sobre os produtos de maior peso na cesta de consumo das famílias. Para os próximos meses, espera-se que o indicador permaneça nessa tendência de queda, refletindo o bom comportamento do nível geral de preços”, avaliou Renata de Mello Franco, economista do Instituto Brasileiro de Economia da FGV (Ibre/FGV), em nota oficial.

Na distribuição por faixas de inflação, 43,2% dos consumidores projetaram uma taxa entre o limite inferior e a meta de inflação (entre 2,75% e 4,25%), a maior parcela dos últimos seis meses. No mês anterior, esse porcentual era de 40,8% dos consumidores.

Já a proporção dos consumidores projetando inflação acima do limite superior da meta (5,75%) para 2019 foi de 32,2%, a menor proporção desde maio de 2018 (31,9%), antes da greve dos caminhoneiros.

Na análise por faixas de renda, as famílias com renda familiar mensal entre R$ 2,1 mil e R$ 4,8 mil apresentaram a maior queda nas expectativas medianas para a inflação nos próximos 12 meses. O recuo foi de 0,6 ponto porcentual, para 5,2%, o menor nível desde março de 2008 (5,1%).

Para os consumidores com renda acima de R$ 9,6 mil, a expectativa se manteve na mínima histórica de 4,0%. O Indicador de Expectativa de Inflação dos Consumidores é obtido com base em informações da Sondagem do Consumidor, que ouve mensalmente mais de 2,1 mil brasileiros em sete das principais capitais do País. Aproximadamente 75% dos entrevistados respondem aos quesitos relacionados às expectativas de inflação.


Share this post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

receba as últimas notícias
no seu e-mail através da nossa newsletter

CMMR - Costa | Martins | Meira | Rinaldi © 2019 - Todos direitos reservados